3 de setembro de 2012

Caixinha de Pandora: Escolhendo a Profissão.


se essa não é a decisão mais difícil que tomamos na vida, provavelmente se encaixa bem em uma das mais..

Como boa criança que fui, já quis ser de tudo nessa vida, e a medida que fui crescendo minha mente foi focando em ramos bem ''parecidos'': Medicina, Odontologia, Engenharia Química, Biotecnologia foram as minhas últimas decisões de carreiras que eu gostaria de seguir.


Medicina:

Confesso que não levei essa opção tão  sério quanto gostaria, tentei em uma federal somente - UFJF - através de um vestibular seriado, e só no ultimo ano eu me dediquei e fechei a prova de Física, as outras matérias de peso (matemática, química, português e biologia)  fiquei a um, dois pontos de fechar - SÓ QUE - eu zerei, isso mesmo, ZEREI a prova de história blééér e quando é assim eles nem corrigem o restante. No início fiquei triste, mas logo, logo passou.



Odontologia:

Não tentei em nenhuma federal e muito menos em particular, mas foi um sonho de criança e não descartei na hora de decidir - mas sei lá, acho que no fundo era mais um prestígio pelo profissional, e não algo que eu queria exercer para o resto da vida.








Engenharia Química:

Foi até uma opção 'quase colocada' no Enem, mas foi rapidamente descartada por motivo de: matemática. Sinceramente, eu até gosto de aprender esse cálculos malucos, mas sem compromisso e com meu pai - até mando bem - mas definitivamente não era algo que eu queria estudar profissionalmente falando.



Biotecnologia:

Preencheu - de certa forma - as duas vagas que o Enem disponibilizou, uma eu coloquei Ciências Biológicas e outra Biotecnologia, qualquer uma das duas me atenderia muito bem, porque se eu passasse em Biologia era um pulinho transferir depois. Passei nas duas, mas minha primeira  opção - sem querer - era Biologia, logo fui descartada da biotecnologia. Então comecei  a fazer Ciência Biológicas, e já estava com quase tudo acertado para fazer a transferência, e adivinhem só o que aconteceu? Me apaixonei pelo curso, e hoje não me vejo mais fazendo outra coisa.



Então, a escolha da minha profissão foi de um jeito meio torto, e ainda não tem uma área definida, dentre tantas que a biologia oferece - mas hoje sou perdidamente apaixonada pelo que faço.

E se eu fosse dar um conselho a vocês seria esse: escolha sua profissão de acordo com o que você gosta, e de forma alguma pelo o que seus pais falam (apesar dos meus nunca terem dado palpite), ou pelo dinheiro (que eu acho um simples detalhe) - escolha por amor, que ai sim não tem erro - afinal tudo que é feito com amor, não pode ser ruim.




Novas Metas: "Em 2009 tive uma experiência muito boa" 

Blog da Pepi: ''minha loja meu negocio ''

Sofá de Diva:  "..é o mais confuso de todos"  

No dia-a-dia: ''Biologia, vida!''


2 comentários:

  1. Hahahahaha, a maior parte das pessoas descobre a profissão assim, no chute mesmo... mas fico feliz que tu tenha gostosa da biologia que é tão linda e parabéns pelo nosso dia :)

    ResponderExcluir
  2. Ahahah. O que você pensou em não fazer é meu maior sonho, sou perdidamente apaixonada por matemática (confesso me perco as vezes; química então nem se fala é amor a primeira vista, e física mais ainda <3 <3.

    ResponderExcluir