6 de junho de 2013

Sel-Portrait: Uma fotógrafa destemida ''brincando'' nas alturas.


O projeto que eu vou apresentar para vocês hoje é de uma sul coreana chamada Ahn Jun. No inicio eu tive um certo receio quando decidi postar as fotos aqui no blog, porque eu jurava que ela havia usado photoshop. Porém, achei tão incrível o trabalho que resolvi pesquisar mais a fundo, e tive uma grande surpresa, segundo ela em nenhuma das fotos houve uso de photoshop. Em algumas fotografias ela usa cabos de segurança, mas na maioria ela realmente está pendurada ou inclinada em janelas e arranha-céus, tudo isso em nome da arte. Outra coisa bem interessante do projeto é que ela fez tudo sozinha, simplesmente programando o timer da sua câmera e tirando várias fotos em sequência. Ela escolheu as fotos que pareciam agressivas ou pacíficas (como se ela estivesse gostando de estar ali). E quando perguntaram se ela sentiu medo, ela respondeu que sim, mas que só parava de fotografar quando atingia a foto almejada (a que não demostrasse nenhum medo). 

Sel-Portrait,








Esse projeto, Sel-Portrait, teve inicio logo após uma ''crise existencial'':

"Houve um dia em que me lembrei de minha adolescência. Eu estava sentada na borda de meu apartamento em Nova York e com a vista da paisagem urbana. Eu tinha um pensamento que, de repente a minha juventude tivesse chegando ao fim e eu não conseguia descobrir o futuro. Sentei na beirada e olhei para baixo. Então eu vi o espaço vazio, o vazio, e não houve uma mudança repentina na minha perspectiva sobre a vida e a morte, o presente e o futuro. A visão da paisagem urbana que eu estava testemunhando não era real naquele momento - eu senti a ilusão de que belos edifícios era exatamente como o futuro, ou um ideal que nunca podemos alcançar, mas que nos rodeia. Então eu olhei para baixo e vi que onde eu estava realmente estava de pé sobre um espaço vazio. Era "o presente" para mim. Então eu tirei uma foto dos meus pés e  foi aí o início do meu projeto" - Ahn Jun falando sobre o inicio de seu projeto.




















Confesso que fiquei um pouco agoniada olhando as fotos, mas ao mesmo tempo a sensação de incômodo me agradava. Não sei explicar muito bem. E vocês o que acharam/sentiram ao olhar as fotografias de Ahn June?



Nenhum comentário:

Postar um comentário